Mercados

Uma economia de mercado depende da interacção entre a oferta e a procura para determinar como o capital é investido, o que é produzido e como os preços são calculados. Embora teoricamente deva haver pouca ou nenhuma interferência do governo na operação de tais mercados (daí o termo “mercados livres”), a maioria das economias no mundo regulam os seus mercados até certo ponto através de políticas e regulamentos. Seja devido à manipulação de forças económicas poderosas ou à intervenção deficiente do governo, são produzidas falhas de mercado que resultam em disparidades, problemas sociais e degradação ambiental. Através das suas políticas de democracia económica, PROUT evita falhas de mercado, descentralizando a economia e capacitando localidades e regiões com a tarefa do desenvolvimento económico. Esta abordagem não sobrecarrega a economia com controlo de preços e planeamento centralizado, nem permite que agentes económicos não locais, como as grandes corporações, distorçam os mercados para obter lucro. Em vez disso, as localidades são capazes de atender às necessidades locais usando mecanismos de mercado para atender ao consumo local. Através do planeamento económico localizado, as exigências actuais e futuras de uma comunidade podem ser atendidas garantindo o suprimento necessário de bens e serviços e, ao mesmo tempo, fazendo face às condições sociais e ambientais.

Translate »

Get the Latest News

Subscribe and get the latest news
from and about the Prout movement

By clicking the button you agree to receive the latest news, book reviews and perspectives on current issues from the Prout movement.

Scroll to Top